"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

quarta-feira, julho 15, 2009

Como sempre tarde!


Um grupo de 26 soldados israelitas que participaram na guerra lançada contra Gaza no Inverno passado explicaram a uma ONG israelita as atrocidades perpetradas durante 22 dias consecutivos, que terminaram a 18 de Janeiro de 2009. “Abrimos fogo e não fazemos perguntas” diz um deles. “Disseram-nos que devíamos arrasar a maior parte possível da nossa zona”, diz outro. “O meu comandante disse-me, meio a rir-se, meio sério, que essas demolições podiam juntar-se à sua lista de crimes de guerra”, confessa ainda outro.
In Ionline de 15 de Julho de 2009


Só agora, c´os diabos?????
Só agora é que chegaram a essa conclusão?
Passado tanto tempo da uma agressão completamente selvagem e desproporcionada?
Passados cerca de 3000 mortos entre mulheres, crianças que alguns hipocritamente "imaginaram" serem escudos humanos?


Só agora é que chegaram à conclusão que um crime de morte, para alguns é um acto de bravura para a força bruta e assassina que têm sido as forças armadas de Israel.

E depois de todos estes crimes ainda querem que se reconheça um estado que existe sobre a bandeira do terrorismo?



Vê-se bem que os homens esquecem rapidamente o que os seus antepassados sofreram na década de 40.
Utilizar os mesmos meios é uma questão de tempo e de,.....selvajaria e desumanidade.

Por cá, continuamos a olhar para o lado e assobiar para o ar, não se vá perder o nosso maldito "conforto" bacoco e manhoso!

Sem comentários: