"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

sábado, novembro 26, 2016

sexta-feira, novembro 11, 2016

Mais uma "especialerda"

UMA ELEIÇÃO NÃO É UM BANHO PURIFICADOR
Dizer que Trump é xenófobo, sexista, misógino, mentiroso, racista e errático não é uma questão de opinião, é constatar factos públicos. E isso, lamento, não fica subitamente branqueado por um sufrágio. Aqui ficam três pontos no rescaldo da vitória
Visão 11/11/2016


Queixem-se de vocês próprios, das promessas por cumprir, das políticas erradas e desumanas, das mentiras, imbecilidades e manipulações dos chamados jornalistas do mainstream, das violências e crimes efectuados em zonas do globo até à data relativamente calmas, à disparatada e criminosa globalização que envenenou completamente as relações económicas e produtivas não só europeias mas também norte americana, dos exércitos de desempregados fruto das criminosas políticas capitalistas de sapa, dos princípios manhosos de "apoio" às chamadas minorias que serviram só para ressabiar sentimentos contrários à sua normal e natural aceitação, etc, etc, etc!

Não se queixem; os culpados do Brexit, Trump, Erdogan e muitos mais que vão aparecer por aí, são vocês que ficaram quadrados nas vossas anti tudo e mais alguma coisa e acima de tudo embebedados pelo maldito e criminoso politicamente correcto!
Não se queixem e comecem-se a habituar ou então vão para o inferno!

Fuck you 2016 year!



Fuck you 2016!
Go to hell motherfucker!!

Leonard Cohen, legendary singer-songwriter, dies aged 82
‘We have lost one of music’s most revered and prolific visionaries,’ says announcement of the Canadian singer’s death on his Facebook page


That's how the light gets in’: Singer-songwriter Leonard Cohen dies

sexta-feira, novembro 04, 2016

Brexit atraiçoado pelos Tribunais! What else?

Gina Miller, a mulher que desafiou o Brexit e recebeu “ameaças de morte”.
A empresária que pôs o Brexit em tribunal tem recebido insultos e ameaças de morte. Diz que não quer reverter o resultado do referendo, apenas apurar os fundamentos legais. "Fiz o que tinha de fazer."
Observador 4/10/2016


Esta inversão abusiva (cada vez mais) que se quer dar aos resultados do referendo por ter dado origem à saída do RU da UE, leva-me a pensar que este sistema dito e chamado de democrático, em que se vota num dado partido, movimento ou seja lá o que querem chamar, não fará sentido nenhum a partir do momento em que um qualquer Tribunal de Não Sei o Quê impõem as regras, desrespeita, ofende e deita para lixo o desejo que uma dada maioria de cidadãos votou, que escolheu.

Se a isto se chama "democracia" então haja quem goste dela que não eu.

Para mim é tudo menos isso.
Não passa de um vergonhoso embuste, de uma mentira ou de uma enorme golpada que agora parece estar a entrar na moda.

A ditadura Judicial!
"Quando não tens poder para ganhar, joga por baixo da mesa através dos Tribunais", algo que alguém um dia disse que deveria ser um poder independente dos Governos para, no fim de contas e caindo em mãos desaconselháveis, manejá-los a seu belo prazer.

Tem que dar asneira e afinal Golpadas não acontecem só no Brasil.