"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

quinta-feira, novembro 08, 2012

Isabel Jonet e a miséria do Povo

Isabel Jonet acusada de usar a fome como arma política
Poderia ser apenas uma questão de canja ou caldo, mas as declarações da presidente do Banco Alimentar Contra a Fome, Isabel Jonet, desencadearam uma violenta onda de protestos, com insinuações de índole pessoal, acusações de activismo político e até um pedido de demisão.
Público 08.11.2012


Alguem diga a esta "senhora" que ninguem neste mundo, mas NINGUEM gosta de ser pobre, ter fome, não ter trabalho, não ter educação, não ter instrução, não ter onde viver dignamente!

Alguem diga a esta "senhora" que viver da maldita caridadesinha é um acto de imposto pela canalhice e hipocrisia humana, bem representada por esta senhora, pelos vistos portadora de uma completa ausência de sensibilidade, respeito e consideração pelo próximo, de maldade miserável e podre, de básicos princípios desumanos.

Alguem diga a esta "senhora" que o melhor a fazer é deixar o cargo que ocupa, onde engorda à custa da fome e da desgraça dos que perderam e perdem diarimente o trabalho, a casa, os amigos, a vida própria, tudo, mas mesmo tudo.

Pelo menos, em Portugal algo está evidente aos olhos de quem quer ver; o ódio que alguns benzocos nutrem por aqueles que aspiram a ter melhores condições de vida.
Neste conjunto de gente benzoca mas amorfa está esta "senhora" Isabel Jonet.

Sem comentários: