"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

terça-feira, abril 05, 2016

"Há mais dinheiro sujo em Nova Iorque e Londres do que no Panamá".

Ramón Fonseca: "Há mais dinheiro sujo em Nova Iorque e Londres do que no Panamá".
É um dos fundadores da Mossack Fonseca, a firma no centro do escândalo “Panamá Papers”, mas está seguro que este caso não vai levar aos tribunais. Diz que dorme de consciência tranquila e critica o que chama de "caça às bruxas".
Jornal de Negócios 05/04/2018


É evidente que quer em New York como em Londres há muito mais dinheiro sujo do que em qualquer outro ponto do Globo.
Pelos vistos até dá para financiar e bem, esta "pesquisa", tornando-a útil mas como é óbvio, aplicando-lhe um cariz muito político, como se impõem e que vem mesmo a propósito dada a situação quase desesperada em que se encontra o Ocidente e principalmente a Europa.
Isto explica igualmente o facto de não existirem sumidades americanas nestas listas (negras).
Não convém, evidentemente.
Enfim, só é aldrabado quem quer.

domingo, abril 03, 2016

O CM e as suas canalhadas


O CM continua a sua campanha de canalhadas, manipulações e mentiras: reparem que o titulo de caixa alta é SALÁRIOS DO PÚBLICO SOBEM 20%.
Claro que a custo e sabe-se lá com que sabor a a azia dizem onde poucas ou nenhumas pessoas vão ler; apenas vão ser devolvidos 20% da sobretaxa entre de 3,5% e 10% nos ordenados de 1500 euros (roubados pelo governo Liberasto/fascista de Passos Coelhos nos ultimos quatro anos de chumbo vividos pelo Povo Português).

Isso esta camarilha do CM não documenta.
Pudera, vergonha na cara nunca tiveram, seguindo incólumes a senha da aldrabice escondida naquilo que gostam de vomitar e que chamam liberdade de imprensa.

Só canalhas.
Vendem à custa dos títulos e mentiras que injectam nos leitores.
E malditos sejam; continuam a ter quem os leia.

sábado, abril 02, 2016

A peste da "caranguejola" pode-se pegar, e à cautela............


O trabalho do novo media libero/fascista.
Estava-lhe destinado o papel de má língua da rádio nacional.
Mesmo não percebendo patavina do metier, tem dado largas à sua formação de betinho do partido para chamar aos microfones da emissora que assaltaram, "barões" e outros figurões mediáticos em entrevistas simplesmente aberrantes e intragáveis.

A TSF, depois de ser assaltada por esta gente, acaba de ser a porta voz do Congresso dos libero fascistas que aos poucos, transformam o PSD num antro de gente nada aconselhável, de má índole, trauliteira e irremediavelmente perdida.

E irremediavelmente perdida não só pelo mal que fizeram ao País durante quatro anos, mas também devido à tendência política abjecta que alguns por ali tentam definir para o rumo daquele partido.

Claro que o melhor, a nata, nem sequer põem lá os pés.
A peste da caranguejola pode-se pegar e à cautela............