"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

sábado, janeiro 31, 2015

Nunca digas que não há alternativas

Merkel oferece dinheiro à Grécia em troca de acatamento da troika

Segundo informações de última hora, a chanceler alemã estará a estudar uma oferta de 20 mil milhões de euros à Grécia, desde que o novo Governo continue a aceitar a supervisão da troika.
RTP 30/01/2015


Bem vindo fenómeno Syriza.
Nunca se deve dizer que não há alternativas. Nunca!!

Essa afirmação foi o maior embuste e a maior traição dos últimos três anos, imposta a um Povo inteiro por um Governo de gente tão profundamente estúpida como crápula e de fundo mau.

Quando até fraulein Merkel já dá um dito por não dito, que terão a dizer os malditos urubus que têm governado e mal o meu País?

quinta-feira, janeiro 29, 2015

O "inimigo" do meu Inimigo, meu amigo é!!

La UE maniobra para suavizar el bloqueo griego a las sanciones a Rusia
El Pais 28/01/2015

O "inimigo" do meu Inimigo meu amigo é!!
Adeus UE! Vais de frosques!
A tua Alemanha que vá explorar o Norte da Europa e que leve de reboque a cinzenta e estúpida Bruxelas!
Deixem-nos da mão que não guardamos remorsos.
Só vos queremos ver pelas costas.
Cá nos arranjamos nem que tenhamos de reconstruir tudo aquilo que nos obrigaram a destruir para que fossemos levados a comprar a sucata que fabricaram, levando-nos a pagar por bom preço e juros abutres aquilo que poderia ser fabricado (e foi em tempos) nos nossos países.

A Grécia sabe muito bem onde se "encostar" e até chantagear os tedescos.


Mas melhor ainda é o facto de que será servida a frio a vingança da Rússia, no que respeita às estúpidas sanções que a não menos estúpida Comunidade Europeia impôs aos russos a mando do Tio Sam e da estuporada fraulein Merkel.
Desenmerdem-se agora se fazem o favor que mais uma vez as sanções não vão dar em nada.

El nuevo Gobierno de Tsipras (Syriza) pretende hacer de puente entre Moscú y Bruselas
El Pais 28/01/2015

terça-feira, janeiro 20, 2015

Fundamental stupidity

The Sun drops Page 3
Rupert Murdoch had hinted that the controversial tradition may be dropped because it was 'old-fashioned'
The Telegraph 19/01/2015


Fundamental stupidity, the theory of the one who sees the world always at the same color.

Too bad the Telegraph have finished with the historical page 3, because the stupidity of fundamentalist movements.

Moranbong Band - o "cinzentismo" da KN (!!!)



Para quem os chama de cinzenta ditadura e um pais de trombudos, parece-me bem viver uma realidade diferente e bem longe daquela que um dia um tuga bronco que diz ter visitado aquele Pais, escreveu para consumo interno, mas que hoje vive à custa de uma empresa de turismo que, ironia, promove visitas turisticas àquele "terrivel" Pais.

Nunca houve tanta necessidade de, podendo nòs, se visitar e viver a experiencia de comungar a vida desses locais, para tirar as nossas proprias conclusoes.

Afinal foi o que eu testemunhei quando visitei, por exemplo o Irao, pais que previamente me pintaram cenàrios dantescos.
Hoje posso dizer que de tudo o que conheci e ainda hoje conheço, foi do melhor que meus olhos viram.
Isto falando em todos os aspectos.

Assim, cada vez mais me sinto afastado e descrente do que se propagandeia na maldita imprensa Ocidental, devorada e alienada pela estupidez actual de monstruosidades como Charlies e quejandos.

Deixo-vos aqui um video sobre o "cinzentismo tenebroso" dos Norte Coreanos que felizmente mantem-se acima de todas as ameaças e là vao, periodicamente, fazendo perder a paciencia aos auto denominados senhores do Mundo.

sábado, janeiro 17, 2015

Cristiano, O Rei dos Reis!


Se todos os portugueses, ou pelo menos uma grande percentagem, fossem como Cristiano Ronaldo, seguramente que Portugal estaria pelo menos ao nivel dos paises mais ricos do Ocidente.

Como alguem disse, Cristiano dorme como um menino, come como um bailarino e trabalha como um marine.
Sejamos realistas; nao està de acordo com a maneira portuguesa de ser. Està muito para além.


quinta-feira, janeiro 15, 2015

E agora senhores "jornalistas"? Somos ou nao somos Charlie? Em que ficamos?

Não somos todos Charlie
Confesso-me um pouco admirado com a quantidade de Charlies que há neste país e que eu desconhecia.
Jornal de Negocios 15/01/2015

Talvez o artigo mais racional escrito por um profissional de uma das classe profissionais mais idiota, imbecil, repugnantemente arrogante e subjugada aos poderes politicos e às migalhas que os grandes proprietarios capitalistas dos sistemas terroristas de media lhes atiram para o chao, numa Europa aterrorizada pelas asneiras historicas e que insiste, ironia, naquilo a que se determinou chamar "liberdade de imprensa".
Agora todos sao Charlies, mas aposto que muitos desses "escriturarios" nem sequer sabiam da existencia do Charlie ou se sabiam nem lhes passava pela ideia o que faziam fizeram e continuam a fazer.
Vamos apostar nisso?


Papa: "Não se pode provocar nem insultar a fé das outras pessoas".
O líder da Igreja Católica defende que há limites para a liberdade de expressão, mas considera que o acto de matar pessoas em nome de uma religião "é uma aberração".
Publico 15/01/2015

Entretanto como em tudo na vida, ha limites, mesmo para as ofensas.
Nao se pode berrar, vociferear, arrotar ou vomitar sobre a "liberdade de imprensa" quando se chamou proscritos a quem "nao é Charlie".
Foi necessario vir o Papa da Igreja Catolica Romana pedir para se pararem as alarves provocacoes para logo de seguida milhares de pessoas livremente dizerem; No, je ne suis pas Charlie.
E agora que vao fazer?
Dizer que ja nao hà democracia ou que hà um deficit desta como em tempos alguns broncos disseram?
Andam a brincar com as pessoas!

sexta-feira, janeiro 09, 2015

O ataque a Paris

Cercos de Paris terminam com morte de atacantes e de quatro reféns.
Reféns foram mortos na Porta de Vincennes e terão sido abatidos antes do assalto das forças policiais à mercearia kosher onde se barricara o atacante que pertenceria ao mesmo grupo extremista que os atiradores do Charlie Hebdo. Hollande descreveu o ocorrido como um "terrível acto anti-semita".
Publico 09/01/2015


Fiquei atónito, angustiado, terrivelmente triste.
Por mim passou uma revolta indescritível e ao mesmo tempo uma sensação de medo.
Compreendi que a partir daquele momento a que estava a assistir, jamais a Europa seria o que foi. Tudo agora será possível e muito mais perigoso.

Aquilo não eram Jihadistas. Aquilo não seria mais do que um bando de rejeitados das sociedades europeias que nunca aceitaram o que lhes ofereceram.
Um bando de criminosos, de gangsters, de escroques, da pior escumalha que uma sociedade pode gerar e que em nome de um ideal religioso, assassinou a sangue frio um policial, após este pedir clemência ao monstro que lhe tirou a vida.

Isto tudo à vista das câmaras de televisão como se de um filme tipo Syriana fosse.
Já antes o bando dos irmãos teriam assassinado dez jornalistas e outro policial.
Não vimos a morte em directo, exceptuando vermos os monstros dispararem no meio da rua que dava para o Charlie Hebdo.

Não consigo ainda explicar a sensação que me atingiu a não ser a de pânico e muita, mas muita angustia quanto ao futuro dos países europeus.

Também não vou discutir ou comentar o que penso sobre as eventuais razões, caso as hajam o que duvido, sobre o que leva alguma desta maldita gente a transformar uma religião num espaço de inferno digna de um altar ao Diabo.

Tenho as minhas ideias e não embarco no primeiro palavreado que leio ou vejo nas televisões e outros media, ávidos apenas de noticiarem os maus acontecimentos, coisa que os preza fazer de que maneira.

Confesso que nunca nutri qualquer simpatia por esta Charlie Hebdo. Tal como diz no seu cabeçalho "Somos um jornal irresponsável" e as irresponsabilidades pagam-se muitas vezes da pior maneira.
Neste ultimo ano não será por acaso que quase cinquenta jornalistas perderam a vida.

Entrar numa redacção e assassinar todo o núcleo duro daquele jornal, mais uns quantos colaboradores e um segurança foi odioso, monstruoso e nunca deveria ter perdão.

Mas custou-me infinitamente mais ver o modo como se assassinou um polícia no meio da estrada, como se um cão fosse. Alguns esquecem~se que aquele homem estava a fazer segurança a um grupo de jornalistas cujo trabalho tem sido a constante ofensa contra tudo e contra todos, sejam islâmicos, judeus, budistas, taoistas ou cristão.

Ele, o policial, não tinha culpa da irresponsabilidade dos jornalistas do Charlie Hebdo assim como muitos militares no Iraque ou na Síria não têm culpa do que possa acontecer aos jornalistas da CNN ou de outras estações que se gostam de arriscar sabendo que estão com as costas defendidas e que à noite, num hotel em Bagdad ou em Damasco podem descansar a beber cervejolas enquanto os outros arriscam as vidas por eles.

Nunca este policia terá ofendido ninguém, nem feito caricaturas a achincalhar fosse quem fosse, a escrever o que nos dá na real gana contra tudo e contra todos, só porque se é ........ irresponsável e sempre em nome da exclamada Liberdade de Imprensa!

Talvez por isso, pela tremenda angustia com que fiquei ao ver matar um homem na rua e depois, esse acto ser de algum modo diminuído e pouco evidenciado perante a desgraça dos assassinatos dos jornalistas, não me reveja totalmente na frase Je suis Charlie.

É a minha opinião sincera.



terça-feira, janeiro 06, 2015

Buscas na PT!

PJ faz buscas na PT para obter relatório de auditoria que a empresa recusava entregar.
Inquérito foi aberto após queixa da CMVM que desde Setembro exigia o documento. Estão em causa suspeitas de participação económica em negócio e burla qualificada no investimento de 900 milhões na Rioforte.

Público 06/01/2015

Quando e onde é que isto irá parar?
Como é possível estas coisas terem acontecido?
Como foi possível uma empresa, abusivamente senhora imerecida de um monopólio de comunicações, ainda por cima arrogante, com carradas de ajudas e intervenções do Estado, ter explodido desta maneira?

PJ faz buscas na PT para obter relatório de auditoria que a empresa recusava entregar.

Mas onde é que nós estamos?
Que raio de gente foi esta que passou anos a fio a mamar e a engordar sem que ninguém, atempadamente os fizesse rebentar?
Mas que raio de País é este?

Grande crise atravessa este País!!!

Porsche e BMW com ano de glória em Portugal
O ano de 2014 foi dos melhores para o segmento de luxo automóvel. BMW mantém a liderança de vendas.

TVI 06/01/2015

Realmente grande crise atravessa este País!!!
Tudo é possível em Portugal.

Às vezes um pouco de vergonha por tudo aquilo que se "chora", que se "mama" e o pouco que se produz (nem para consumo interno se conseguem os mínimos admissíveis), não seria pedir muito.

Ainda por cima dão o flanco completo e não só aos alemães que nos roubam nos juros dos empréstimos e são capazes de impor governos à sua bela maneira como o estão tentando fazer na Grécia.
Estranho País este que não gosta de sair da sombra Europeia!!

segunda-feira, janeiro 05, 2015

Do you really believe?

China Daily 04/01/015
Do you really believe we are interested in Peace? Do you??

I am afraid not!
As usual, the life goes on!