"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

sexta-feira, novembro 15, 2013

Enfim, há dias assim!

Textos de João César Monteiro serão lidos, mas não por Poiares Maduro.
Polémica em torno do festival de Paulo Branco gerou carta aberta e cancelamento da presença do ministro. Leitura da obra necessita de autorização do detentor dos direitos.
Público 15/11/2013


Sinceramente não aceito que um membro governamental (goste-se ou não é do Governo de Portugal) se veja na situação de anular a sua presença num evento dedicado a João César Monteiro por razões de represália política.

Começo a pensar que andamos já a misturar coisas que não devem ser misturadas.
João César Monteiro é de "todos" os Portugueses.

Mesmo daqueles que nunca o viram ou gostaram dos seus textos e dos seus trabalhos!
A sua lembrança é Património Nacional, da nossa Pátria, do nosso Povo, seja de que quadrante político for.

Não aprovo este Governo.
Nunca na minha já longa vida votei num partido da dita esquerda "democrática" muito menos de direita! Sempre respeitei e me devotei aos meus princípios programáticos sobre o materialismo!

Mas se for um Príncipe da Cultura e das Artes, tratá-lo-ei e respeitá-lo-ei como meu Património, como dever de cidadão do País onde nasceram os meus Pais, a minha Mulher e a minha Filha.

Gosto demais de Portugal para vê-lo perder Pérolas, venham de onde vierem!

Esta atitude de algumas pessoas que tenho como grande valia Nacional, sinceramente magoou-me bastante!
Enfim, há dias assim!

Sem comentários: