"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

quinta-feira, novembro 08, 2012

"Não sou um fantoche, não fui feito no Ocidente"


«Não sou um fantoche, não fui feito no Ocidente, nem quero ir para qualquer outro país. Sou sírio, feito na Síria, por isso vou viver e morrer na Síria», disse Bashar Al Assad.

O presidente sírio, Bashar al-Assad, rejeitou qualquer hipótese de exílio apesar da guerra civil que assola o país há mais de um ano e meio.

A Bola 08/11/2012

Entrevista a televisão russa
Bashar Assad reafirma que nunca deixará a Síria
08.11.2012
Público 08/11/2012


É assim que nos vêem do Médio Oriente e não só. Vêem-nos como seres estranhos e acima de tudo hipócritas!
Não se enganam.
Infelizmente!

Somos capazes de vender a mãe, atraiçoar o irmão, matar o pai e desconhecer um filho, tudo por dinheiro, prazer próprio, interesse económico e para alimentar o nosso egoísmo infinito.

Nunca compreenderemos porque razão homens como Bashar Al Assad, são capazes de dar a vida pela sua terra, pelo seu Povo.
Ultrapassa a nossa sensibilidade (pouca) de seres pouco dados a estes princípios de honra.

Aconteça o que acontecer a Al Assad, sendo a morte o mais certo caminho que se lhe prevê, ficará na História como um Homem que defendeu o seu País, a Síria, até ao limite das suas forças.

Traidor é que ninguem lhe pode chamar.
Esses escondem-se por trás das fachadas cor de rosa de "democratas ou pró democratas".

Sem comentários: