"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

sexta-feira, outubro 12, 2012

O Prémio Nobel da Mentira para a Europa; Já!


Cerimónia de entrega a 10 de Dezembro
Nobel da Paz para a União Europeia: uma decisão "moral e política"
O Comité Nobel atribuiu o Prémio da Paz à União Europeia pelo seu papel na promoção da unidade e da reconciliação. Mas foi um histórico e emocionado Jacques Delors, antigo presidente da Comissão Europeia, quem melhor entendeu a decisão — é um prémio moral e político.
By Público de 12.10.2012


Tudo é possível neste desgraçado continente à deriva e onde se verifica a maior guerra contra os seus próprios cidadãos nos ultimos setenta anos.

Uma afronta, uma atitude desonesta aos povos deste continente, este prémio nobel (ou talvez não).
Já tudo é possível num continente onde a falta de vergonha, a mentira, a agressão contra outros povos e contra os seus próprios, é hoje mais do que nunca uma tenebrosa realidade.

Governada por bandos de vampiros, energúmenos, gangsters, mafiosos, terroristas, gays e tudo o que o ser humano de pior transporta em si, chegou-se ao limiar da angústia, da tristeza, do medo e da desmoralização.

Estamos próximos de nos posicionarmos no patamar mais baixo das sensações que será o ódio a esta maldita UE e ao sistema politico que alguns facínoras ufanamente chamam de "democracia", mas que mais não é do que uma cleptocracia onde os partidos sugam votos como se do sangue das suas bases fosse.

Já não existe esperança neste continente onde a riqueza de poucos energúmenos é paga com a miséria de muitos, onde para se ter inimigos não se necessita de declarar guerra a ninguem, bastando dizer-se a verdade e onde a maldita desonestidade dos seus donos e esbirros se esconde por tráz de uma aparente democracia.

Maldita Europa, maldita, maldita!

Sem comentários: