"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

sábado, outubro 06, 2012

Margarida Marante


Final esperado de quem se deixou arrastar e se deixou fechar na pré câmara de morte que são as drogas.

Mas não só isso foi responsável pelo facto da perda anunciada de quem foi a nossa melhor jornalista de todos os tempos; o acesso fácil a certo número de "facilidades" num meio promíscuo e pouco claro como é o jornalismo, a mistura sempre nojenta entre esse meio e meios marginais da sociedade, bastante irresponsabilidade e desrespeito pela vida, deram como resultado a morte de uma mulher cujo valor e inteligencia sempre ultrapassou a totalidade das nossas jornalistas de ontem, de hoje e de acordo com exemplos das figuronas de agora, muito provavelmente de amanhã.

Não será difícil que assim seja, dir-me-ão alguns precisamente pelo reles cenário que as TV´s da nossa tristeza nos apresentam principalmente e como não poderia deixar de ser, as privadas.

Mas como cada um vive no mundo que o circunda, se nunca existiu melhor que Margarida Marante a culpa é de quem cá fica e teima em fazer os evidentes maus trabalhos a que nos foram habituando verificar ao longo da nossa chamada "democracia".

Com todo o respeito e admiração, as minhas sentidas condolências.
Descansa agora em paz. Adeus Margarida Marante.

Sem comentários: