"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

domingo, maio 27, 2012

O estrume

Adjunto de Miguel Relvas demitiu-se
Adelino Cunha, membro do gabinete do ministro adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, demitiu-se. Contactado pelo PÚBLICO, o antigo jornalista, que desempenhava as funções de adjunto de Relvas, recusou fazer qualquer declaração. A notícia da demissão foi avançada pela edição online da revista Sábado.
Público 25.05.2012


O estrume que nos governa, impõe regras e administra, que nos dirige para a catástrofe e rouba, que nos angustia, entristece e oprime já não tem limites.

Assistimos apáticos e sem acção à maior pouca vergonha alguma vez vista durante nove séculos de existência neste desgraçado País.

Injectam-nos diariamente doses concentradas de futebol rafeiro, pirosas telenovelas, "comentadeiros televisivos" do terror e do Apocalipse, verborreias de "economeiros" da desgraça, vómitos de jornalistas analfabetos, para nos anestesiar e adormecer.

Tal como abutres à volta da tulha, preparam, aquecem e mexem a lume brando o sangue de um Povo ferido cuja paciência ultrapassa a resistência de qualquer povinho por mais santo que seja e que se orgulhe de ser um verdadeiro Povo!

Basta!
É demais!

O estado a que se chegou é tal que já não chega um 25 de Abril.

Necessitamos sim de uma verdadeira Revolução que ponha fim definitivo pela força a esta escumalha e a esta maldita desonestidade que se esconde por trás de uma aparente democracia.

Sem comentários: