"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

quarta-feira, junho 29, 2011

Linguarudos sem vergonha


Linguarudo 1

Marcelo rejeita culpa no veto de nome de Bernardo Bairrão
28.06.2011 - 13:05 Por Ana Machado
O facto de Marcelo Rebelo de Sousa ter divulgado no seu comentário de domingo na TVI que Bernardo Bairrão, administrador do canal, iria para secretário de Estado não foi, no entendimento do professor, a razão para que o nome de Bairrão fosse excluído da lista do Governo.

Público 29/06/2011


Linguarudo 2

Castigo para linguarudos sem vergonha nem pudor;
1º o que não se soube suster com o convite, dando com a língua nos dentes como se lhe dessem um brinquedinho.

2º e o que se tem armado (e se arma há muito) em chico esperto com comentários inapropriados e fora do tempo.

terça-feira, junho 28, 2011

Lamenta-se



Actor e cantor continua internado no Hospital de Santo António
Angélico Vieira em morte cerebral
28.06.2011 - 15:12 Por Margarida Gomes

A equipa médica que está a acompanhar o estado de saúde do actor e cantor Angélico Vieira acabou de declarar a morte cerebral do músico, que continua internado no Hospital de Santo António no Porto.
Público 28/06/2011

Lamenta-se profundamente.
Mas lamentam-se as duas mortes resultantes deste terrível acidente.
Nenhuma em favor e em particular.

Espera-se que o terceiro tenha uma segunda oportunidade.

Mas quantos anos, decénios ou séculos serão necessários para que as pessoas reconheçam que com a Vida não se "brinca" e que felizmente, esta jamais permitiu, permite ou permitirá veleidades e confrontos contra si própria?

Será sempre necessário correr o risco de a perder para que se aprender alguma coisa?

segunda-feira, junho 27, 2011

El regreso; ni vida, ni honra, ni nadie



La peor ofensiva talibán reabre el debate sobre el regreso de las tropas
Una bomba de al menos 20 kilos de explosivo mata a una soldado y un sargento
La ministra de Defensa asegura que la fase final de la misión "es la más dura y de mayor riesgo"


El País de 27/06/2011

Que lo digan los Gi´s de Vietnam en los años de setenta!
Por ahí se sigue en la misma senda! Iraque, Afeganistan e todo mas!
No hay retorno aunque no hay enseñanza!
Solamente el lucro; ni vida, ni honra, ni nadie.
Nada más!

Bye, bye train!



Razia idêntica à do fim dos anos de 1980
Estudo entregue à troika propõe fecho de 800 km de linha férrea
26.06.2011
Público 27/06/2011

Documento feito, à revelia da Refer, pelo anterior Governo do PS deixa a rede ferroviária circunscrita basicamente ao eixo Braga-Faro, Beira Alta e Beira Baixa. Restantes linhas seriam amputadas ou desapareceriam.

Adeus Comboios.
Será o fim anunciado da época dos comboios e a pavorosa imposição e egoísta do automóvel!

Embora se desminta à "boca cheia" que não, habituado que estou às aldrabices que esta classe política nos tem mimoseado, só prevejo linhas férreas silenciosas e a enferrujar nas interiores terras deste anacrónico, impensável e triste País.

Pois que assim seja para quem mais e melhor não merece!

quarta-feira, junho 22, 2011

E agora? Que vou "fazer"??

Reacções ao discurso de Passos Coelho

Seis dos 18 governadores civis já apresentaram demissão
António Galamba, governador civil de Lisboa, apresentou hoje a sua demissão do cargo, depois de o primeiro-ministro ter anunciado na tomada de posse que não nomearia novos governadores civis. Pouco depois, soube-se que os governadores civis de Braga, Viseu e Beja, Fernando Moniz, Mónica Costa e Manuel Monge, respectivamente, também se demitiram.
Público 22/06/2011

Dá-me um gozo do caraças ver como estes "senhores" habituados que estão a gastar aquilo que é do Estado sem contrapartidas nenhumas para a população, andarem agora muito ofendidos.

Diz assim a "inteligente sumidade";

“ao longo dos últimos meses, os governadores civis em funções foram confrontados com uma campanha mediática populista, catalisada por partidos políticos como o PSD e o CDS-PP, centrada na defesa da extinção dos governos civis”.

Pois é.
Dói muito perder um valente tacho.
E diz mais a eminência parda;

“apresentam uma sustentabilidade financeira invejável, com capacidade de gerar receitas próprias para o funcionamento dos serviços prestados aos cidadãos, para apoiar as forças de segurança e contribuir para o equipamento dos bombeiros voluntários de cada distrito”.

Capacidade de gerar receitas próprias??????
Estarei a ler bem??
Leiam o artigo e vejam as desculpas esfarrapadas deste Sr. Galamba.

domingo, junho 12, 2011

Mudaram as moscas


Portugal muda as moscas
06.06.2011
Prvada Português de 12/06/2011
O resultado da eleição legislativa de domingo providenciou uma escolha previsível pelo eleitorado português, que teima em bater o nariz nas mesmas duas paredes (PS ou PSD) pensando que quanto mais baterem, algo há de acontecer, cegos ao facto de que são estes partidos a causa e não a solução. Enfim, como se costuma dizer, cada povo tem o governo que merece.



Realmente a escolha é sempre nossa, os resultados serão sempre os que nós previamente delineamos ou apoiamos.
Infelizmente as opiniões de quem de fora nos vê, são no mínimo de estranheza pelo constante suicídio a que este povinho se candidata.

Enfim, como "eles" dizem, cada povo escolhe o seu caminho de acordo com os seus princípios e culturas.

Às vezes penso que a nossa cultura não é das mais aconselháveis, mas a democracia tem destas contrariedades; só se pode respeitar a escolha. O resto que se desenrasque.