"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

quinta-feira, outubro 29, 2009

Armando Vara; nunca nos enganas-te!!!



Assiste-se a notícias, nos "media", da grande actividade das polícias na tentativa de mostrar que a justiça funciona e que nem os poderosos estão acima da lei.

Eles são as buscas, a constituição de arguidos, a Operação Furacão, as Mãos Limpas, o Apito Dourado, o Freeport, a Portucale, a Casa Pia, o Mota, o Preto, o Pinheiro e tantos outros "santinhos" epítetos sonantes para um espectáculo que apenas esmiuça, mas que, ao contrário dos Gatos Fedorentos, não diverte mas fede e tresanda.

Porque ninguém está, nem estará preso, porque ainda acabam por pedir indemnizações e ficarem-se a rir de tudo isto, o País continuará paulatina e alegremente caminhando para um abismo da sua própria dissolução, vil e doloroso apagamento no seio das nações.

É gentalha desta como Vara & Companhia, sem bases, sem escrúpulos, sem princípios, respeito ou pingo de sensibilidade humana que nos têm administrado e que regem os destinos deste país de perfeitos anormais!

De que é que se está à espera?

quarta-feira, outubro 28, 2009

Antes que seja tarde,......



Que se faça qualquer coisa antes que a situação se torne irreversível.
A contestação já é muita.

Sabemos que a culpa não será só de Paulo Bento, mas se existe alguém que deve ser sacrificado, comece-se de imediato antes que seja tarde!

Convém não esquecer que num abrir e fechar de olhos se destrói o que se levou dezenas de anos a construir.
O Sporting não merece isso.

segunda-feira, outubro 26, 2009

domingo, outubro 25, 2009

Acabem com isto!


Al menos 132 muertos tras explotar dos coches bomba en Bagdad
Las detonaciones se han producido de manera simultánea en dos puntos del centro de

la capital iraquí .- Hay 512 personas heridas

El Pais online de 24/10/09

Para bem da Humanidade, pelo respeito, pela cultura de povos e nações, pelo direito que têm essas nações de viverem de acordo com as seus princípios históricos, pelo dever que "nós" no Ocidente temos de não impor sempre pela força, pela destruição e pilhagem seja o que for, pela aceitação natural de que não devemos continuar a via da exploração irracional das riquezas desses países, pela aceitação de que, como em tudo, os impérios económicos também têm de morrer num lado para começarem noutro, acabem por favor com "isto" do Iraque e do Afeganistão.
Reconheçam de uma vez por todas o crime monstruoso de que somos responsáveis. Reconheçamos a derrota com alguma honra (caso ela exista nas cabeças dos verdadeiros anormais e monstros que nos comandam).

Já não temos capacidade militar ou moral para manter este cancro que nós próprios criámos por maldade, ganância e completo desrespeito para com o próximo.

Se não sair-mos já, só nos vai restar um fim desastroso e uma humilhação dolorosa e histórica!

quarta-feira, outubro 21, 2009

Semanário


Semanário já não vai para as bancas na próxima sexta

"Semanário" encerra!

O jornal Semanário já não vai estar nas bancas na próxima sexta-feira, confirmou hoje ao PÚBLICO um membro da redacção. Os trabalhadores foram ontem à noite informados do encerramento do jornal.
Público online de 21 de Outubro de 2009


Chegou o fim.
Como em tudo, há um dia que é o ultimo.
O Semanário foi vítima da internet, das más notícias, das notícias inventadas, das mentiras, do mau jornalismo que por cá se faz.
Não resistiu ao facto de cada vez mais as pessoas estarem-se nas tintas para o que muitas vezes nos querem impingir à força.

Como semanário que em tempos foi de eleição, não o merecia.
Outros há que já estão a dever anos a este fim. Nem iriam deixar nenhuma saudade.
Mais uns quantos trabalhadores (a recibo verde) no olho da rua com uma mão à frente e outra atrás, mais um espaço de leitura vazio, mais algo que se perde no mundo das letras de um País iletrado.
Tenho pena, mas paz à sua alma!

terça-feira, outubro 20, 2009

Mário David: o fundamentalista

Eurodeputado do PSD exorta Saramago a renunciar à cidadania portuguesa

O eurodeputado social-democrata Mário David exortou hoje o escritor José Saramago a renunciar à cidadania portuguesa por se sentir “envergonhado” com as recentes declarações do Nobel da Literatura sobre a Bíblia.

Público online de 20 de Outubro de 2009

Envergonhado sinto-me eu de haver um fundamentalista acéfalo como Mário David que no nosso Parlamento sai-se com consideração boçais, bacocas e reaccionárias.
Que raio de democracia e democratas são estes que passam ao insulto, a quem já por mais de uma vez tomou uma posição legítima e reconhecida contra aquilo de que não gosta (e eu também não).
Porque razão é que teremos de esconder o facto de não gostarmos da Bíblia e de nem lhe reconhecer pingo de realismo?
Não terá Saramago (e outro qualquer) o direito de a contestar como há quem o conteste a ele Saramago?
Ou será que só se é "democrata" para aquilo que gostamos e queremos impor aos outros?
Parece-me que alguns Católicos gostariam de seguir a peugada dos fanáticos islâmicos?
Agindo assim não têm moral nenhuma de os censurar e pouca diferença fazem de um qualquer mulah paquistanês ou afegão.

domingo, outubro 18, 2009

É que vou já comprar!

“A Bíblia passou mil anos, dezenas de gerações, a ser escrita, mas sempre sob a dominante de um Deus cruel, invejoso e insuportável. É uma loucura!”, criticou, em Penafiel, numa entrevista à agência Lusa, o Nobel da Literatura de 1998, para quem não existe nada de divino na Bíblia, nem no Corão.

“O Corão, que foi escrito só em 30 anos, é a mesma coisa. Imaginar que o Corão e a Bíblia são de inspiração divina? Francamente! Como? Que canal de comunicação tinham Maomé ou os redactores da Bíblia com Deus, que lhes dizia ao ouvido o que deviam escrever? É absurdo. Nós somos manipulados e enganados desde que nascemos!”


Saramago do seu último livro Caim

Obrigado Saramago por este teu novo livro; Caim
Tens o privilégio de o poder dizer aos quatro cantos do mundo o que pensas e quer queiram quer não, têm de te ouvir e ler.
E dá-me um gozo tremendo ver os comentários ressabiados dos “intelectuais” da treta que te invejam até à quinta casa pelo facto de seres o único Prémio Nobel da Literatura que este País alguma vez ganhou ou ganhará.
Para que mais alguém ganhe, e muitos têm tentado até com uns empurrõezinhos, muita coisa terá de mudar em Portugal.
A começar pela nossa atitude menos provinciana, bacoca e terceiro mundista infelizmente hoje mais na ordem do dia do que nunca.

Mantém-te firme a partir de agora, porque vão aparecer os urubus, belzebus e vendedores da banha da cobra do costume para te desancarem nos meios de comunicação social e demais canais portadores de ódios de estimação.
É que vou já comprar o livro!

sexta-feira, outubro 16, 2009

Maradona dice; que la chupen.......


"Que la chupen! A los que no creyeron... con perdón de las damas, que me la sigan chupando".
Maradona



Imagine-se o que os "senhores" jornalistas não terão dito de Maradona para que o homem se tenha passado!
E claro. As queixinhas infames levam a que se processe o elo mais sensível!

quinta-feira, outubro 15, 2009

Mas quem és tu óh Maitê da treta?


Antes de mais nada peço perdão a quem possa ter ofendido.
Maitê Proença

Bom!
Já muito se falou sobre Maitê e as suas imbecilidades.
Já se comentou com exaltação quase patriótica, com revolta e indignação!

Estaremos nós feridos no nosso próprio orgulho?
Pessoalmente acho que não.
Não me passa pela cabeça uma ideia dessas!

Porquê, perguntar-me-ão!

Primeiro porque Maitê representa um Brasil atormentado, fútil, violento, quase que virtual.
Desde as horrorosas telenovelas, da vida fácil e improvável, dos violentos e criminosos assaltos, do "jogo de cintura", da aldrabice, das tenebrosas seitas religiosas, das crendices pavorosas, das favelas monstruosas e miseráveis, da prostituição generalizada, etc, etc, etc, é essa a ideia que nos fica do Brasil. E pior ainda; que nos envolve e que os Media,sempre eles, nos têm imposto até à exaustão!
No entanto vemos só o superficial!
Para quem conhece bem, o Brasil é bom demais na maioria dos aspectos para que possamos dar crédito às verborreias de uma perfeita idiota como Maitê Proença.
É um caso para esquecer. Não percamos tempo por tão pouco.


Em segundo, nós, os cá do burgo!
Para já não devíamos embarcar nas manifestações de patriotismo palonço e estúpido como estamos a seguir.
O que nos deveria ferir eram as evidentes atitudes Lusitanas de desleixo e negligência como o exemplo daquele estúpido 3 virado ao contrário durante décadas e décadas, sem que ninguém dissesse algo.
Como aquele técnico de informática (?) incompetente e burro até à enésima casa, tal como muitos outros "técnicos" existentes por este País fora.

Muitos mais exemplos haverão em que por culpa própria corremos o risco de nos virem morder nas canelas e cuspirem no que é nosso.
Nós é que deixamos que isso aconteça devido à nossa bacoca e palonça maneira de nos subjugarmos sempre, com aquele insuportável risinho forçado de grunho e de chico esperto.

Ao sentimento de orgulho ferido por sabermos que de facto somos negligentes respondemos de modo semelhante e ao nível rasteiro das ofensas de uma idiota como a Maitê Proença que no fim evidenciou de modo porco e nada inteligente (tambem não deve ter mais para dar) as nossas abissais negligências.
E assim, como é sabido, enveredámos pela ofensa boçal e barata.

Contestámos o assessório, o insignificante; Maitê Proença, mas não nos conseguimos preocupar com o importante que é gostarmos de nós próprios e de nos impormos como exemplo aos olhos de quem nos "vê" de fora.

Se mais não fosse, bastaria analisarmos o que fizemos com a nossa própria língua abrasileirando-a toscamente, para facilmente se concluir que paradoxalmente não gostamos de Portugal.

E somos os Portugueses, que capazes de chorar (também choramos por tudo e por nada), ao cantar a Portuguesa num estádio de futebol, vendo a Selecção da nossa tristeza, vamos logo a seguir borrar a pintura toda ao usar os brasileirismos televisivos na nossa linguagem diária!

Todas estas atitudes inexplicáveis e profundamente hipócritas são notórias aos olhos de quem nos visita, venham de onde vierem; brasileiros, iranianos, franceses, americanos, russos, angolanos, chineses e toda essa gente que por aí anda.

Caberá a nós mudar de atitude, agindo mais, berrando menos, endireitando de imediato o que está torto como o maldito e estúpido 3 de Sintra e ensinando os tais burros técnicos, sejam eles do que forem a trabalharem como deve ser e melhor.
Então sim; não haverá nenhuma ignorante como Maitê Proença que nos venha gozar na nossa própria casa.

terça-feira, outubro 13, 2009

Aí está ele outra vez; Saramago!

"Cuando el señor, también conocido como dios, se dio cuenta de que a adán y eva, perfectos en todo lo que se mostraba a la vista, no les salía ni un apalabra de la boca ni emitían un simple sonido, por primario que fuera, no tuvo otro remedio que irritarse consigo mismo, ya que no había nadie más en el jardín del edén a quien responsabilizar de la gravísima falta...".

El Pais de 13 de Outubro de 2009
Grande Saramago.
Aí está está ele outra vez com aquelas deliciosas e suculentas provocações aos crentes de deuses menores.
Bem vindo companheiro com o teu novo livro Cain que nos faz uma pequena incursão à Bíblia, vista por quem, felizmente, tem o poder da crítica inteligente, agreste e muito dolorosa para alguns cuja resposta vão apenas ser o despeito, a inveja e a dor de cotovelo pelo facto de seres um incómodo prémio Nobel.
O único Português que no aspecto literário conseguiu aquilo que alguns auto convencidos andaram à procuram, obviamente sem sucesso.
É isso que lhes dói. Pois fiquem-se com a dor!


Saramago pide cuentas a Dios
Adoro este Homem!

domingo, outubro 11, 2009

Tenho dito


Autárquicas 2009 em Portugal.

Gosto destas eleições.
Aliás, gosto de todas.
Dão-me o direito de votar em quem ganha ou em quem nunca consegue lá pôr um deputado, um vereador, um autarca.
Mas voto.
Só assim tenho o direito de chama-los pelos nomes que muitas vezes merecem ou até eleva-los ao meu imaginário Olimpo.
Sempre votei desde que me deram esse direito.
Já lá vão 35 anos!

Não o perdoou a quem não o faz por motivos banais, corriqueiros, mesquinhos e acima de tudo por preguiça, desleixo, enfim; por estupidez.
Vejo-o nas abstenções.

E sinceramente; retirando a percentagem daqueles que por motivos de doença, razões profissionais ou outra inserida numa obrigatoriedade para com a comunidade, sinto pelos outros um profundo desprezo e uma revolta por estar a contribuir para o eventual bem estar desses "tipos", dessa gentalha, capaz de trocar um acto nacional e comunitário para ir à praia ou aos horrorosos centros comerciais andar de montra em montra a coçar a micose.
Causam-me asco!
Tenho dito!

sexta-feira, outubro 09, 2009

O paradoxo!



"Qual é a razão para distinguir Obama com o Nobel da Paz?"
Público de 9/10/2009 (um título destes só poderia aparecer neste jornal)


Que paradoxo!
A nação que mais mortes, guerras e destruição espalhou, tem espalhado e pelos vistos, irá continuar a espalhar (Irão na calha??), tem um presidente que ganha o Prémio Nobel da Paz de 2009!

Fico contente e feliz por Obama, a quem nutro um enorme respeito, carinho e admiração.
Mas rodeado que está pela maior máfia do crime organizado que é a Administração Americana, os federal bureaus e as centrals investigation que por lá existem, custa-me aceitar um paradoxo destes!

Só lhe desejo sorte nos próximos tempos.
Vão ser dias muito duros os próximos.
Ficará à mercê dos maiores facínoras que existem no meio político deste Mundo Ocidental e que já esmiúçam todo o detalhe para a contestação alarve, maldosa, mesquinha e desumana de que são mestres exímios.

Para além de premiar um Homem íntegro, o Comité de Jurados do Prémio Nobel, teve e tem tido um mérito impressionante e admirável; não sendo influenciados pelos odiáveis meios da Comunicação Social que gostam de se aventurar em suposições no intuito de influenciar o veredicto final, dá-lhes sempre a "volta por cima", ou seja, lixa-os na esquina, elegendo alguém que ninguém está à espera. Dá-me um tremendo gozo ver esses gajos com as calças na mão. Abençoados.

domingo, outubro 04, 2009

Cambia, tudo cambia

Cambia, tudo cambia.
Gracias a la vida porquè tudo cambia.

Mujer de admirar! Gracias siempre vivira en nuestros corazones



Cambia lo superficial
Cambia también lo profundo
Cambia el modo de pensar
Cambia todo en este mundo
Cambia el clima con los años
Cambia el pastor su rebaño
Y así como todo cambia
Que yo cambie no es extraño
Cambia el mas fino brillante
De mano en mano su brillo
Cambia el nido el pajarillo
Cambia el sentir un amante
Cambia el rumbo el caminante
Aúnque esto le cause daño
Y así como todo cambia
Que yo cambie no es extraño
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia el sol en su carrera
Cuando la noche subsiste
Cambia la planta y se viste
De verde en la primavera
Cambia el pelaje la fiera
Cambia el cabello el anciano
Y así como todo cambia
Que yo cambie no es extraño
Pero no cambia mi amor
Por mas lejo que me encuentre
Ni el recuerdo ni el dolor
De mi pueblo y de mi gente
Lo que cambió ayer
Tendrá que cambiar mañana
Así como cambio yo
En esta tierra lejana
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Pero no cambia mi amor...

sábado, outubro 03, 2009

O inquérito sem novidade!

Inquérito feito em 33 países prova que portugueses têm mesmo uma auto-estima muito baixa
Portugal está em quarto, a contar do fim, no que toca à confiança e ao orgulho no próprio país.

"Portugal está cada vez mais transformado num país de analfabetos em relação ao seu próprio país. Acho lamentável que tudo isto se passe assim, com a literatura transformada numa espécie de papel higiénico e os próprios políticos a correr atrás da primeira moda com que se lhes acene", critica Graça Moura.

Só a educação pode ser solução; a escola não deve desistir de chumbar e de fazer exames, mesmo difíceis que sejam, sem medos do confronto com as pessoas (os mal educados paizinhos dos meninos), fazendo-os assumir os êxitos e fracassos dos seus rebentos.
É na escola que se ensina.
Mas é em casa que se educa e é precisamente aqui que se deparam as maiores falhas.

Tantas vezes o cântaro vai à fonte que....

Sondagem à saída das urnas
“Sim” à frente no referendo da Irlanda ao Tratado de Lisboa
03.10.2009 - 10h26 IAC, Bruxelas
O “sim” estará largamente à frente no referendo da Irlanda ao Tratado de Lisboa, segundo uma sondagem realizada à saída das urnas pelo Fine Gael, o principal partido da oposição que, como o governo, apelou fortemente a um voto positivo.


"Tantas vezes o cântaro vai à fonte que um dia quebra". Tipicamente Ocidental; quando não se consegue ganhar à primeira, tenta-se à segunda, pressiona-se até à terceira.
Na casa dos outros temos é de ganhar à força e impor aquilo que pensamos (mal, sempre mal) que está bem! Enfim são assim as "democracias"!

quinta-feira, outubro 01, 2009

Paulinho dos submarinos


Paulinho, Paulinho!
Trinta milhões e tu não sabes de nada?
Coitadinho!! Enganaram-te! Que pena que eu tenho de ti.
Então e os grunhos que mamaram o dinheiro todo "sem tu saberes de nada"???
Se estavas convencido que te baldavas a um escândalo como os que se passam nos partidos mafiosos do centrão, bem enganadinho andas.



Também tens culpas no cartório e passas a pertencer a uma escumalha dourada, constituída por políticos, advogados, administradores, jornalistas, patrões que têm lixado e bem, este País de autênticos cromos e anormais que engolem, bebem e chupam tudo o que se lhes mete à frente, sem saberem o veneno que os está a corroer lentamente como um câncer.
Até onde é que estes gajos vão?
Já me faltam os adjectivos para definir esta gente e este País?