"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

segunda-feira, setembro 28, 2009

Eleições Legislativas 2009!

Todos "ganharam"!
Todos cantaram vitória pela noite fora, desvalorizando os adversários um por um!

O que é engraçado é que quem teve mais votos, o PS com 36,6%, para além de perder a maioria absoluta, vê-se na contingência de atravessar uma fase governamental extremamente complicada.

Vai pagar caro, muito caro os acordos que terá de fazer com o CDS para a obtenção de uma maioria, assim como pontualmente com o Bloko. E a partir de agora, não vão deixar de aparecer uns urubus costumeiros para atacar traiçoeiramente Sócrates e sua futura equipa governamental (como foi costume antes e durante a campanha).

Mas passando à frente.
Temos que o PSD foi, como seria de esperar, um fiasco; 29.9%. Manuela Ferreira Leite não conseguiu fazer passar a sua mensagem, pecando por embandeirar e fazer parte da campanha anti Socrática que uns quantos cabotinos, chegados e apoderados do seu partido engendraram de modo rasteiro, infame e de uma imbecilidade sem limites.

O CDS!! Sim senhor, 10.5%. Este, tenho de dar a mão à palmatória.
Subiu "à conta" (do PSD claro), mas subiu e de que maneira.
Ainda hoje o Paulinho deve andar com a cabeça em ferida por coça-la, perguntando como foi possível aquele target!
Sim senhora. A fase seguinte será fazer-se de caro e cobrar ao PS a aprovação em Assembleia de uns quantos diplomas legislativos a começar pelo maldito Orçamento Geral do Estado.
É que nesta vida tudo tem o seu preço!

O Bloko. Soube bem mas com um travo amargo no fim, 9.8%.
Não lhe vai servir de muito pois não acredito que o PS os considere numa evntual coligação.
Pontualmente terá sempre uma palavra a dizer, mas como já vem sendo costume Francisco Louçã vai continuar ser o necessário e sempre oportuno Infant Terrible da Assembleia, chamando os bois pelos seus próprios e mediáticos nomes.

Finalmente a CDU-PEV, a sempre vencedora que aumenta a sua votação, sobe em termos percentuais (7.9%) mas fica em,........ultimo, da primeira divisão dos partidos nacionais com representação na Assembleia.
Pouco haverá a dizer desta coligação de militantes fidelíssimos, lutadores e sempre disponíveis para o apoio, dedicação e respeito partidário (coisa rara neste País em tudo quanto mais na política).
A CDU merecia realmente mais atenção dos Portugueses.
A questão é que sem ovos não se fazem omeletes e, embora me custe dizer, não será com o bondoso e simpático Camarada Jerónimo que se vai aumentar e alegrar as hostes comunistas.
Os que existem, embora muito bons, não chegam.
Seriam necessários muitos mais.

Finalmente a vergonha Nacional que é a abstenção.
Cerca de 40%.
É realmente uma infame vergonha que existam milhares de indivíduos que se abstenham do seu próprio direito cívico.
É humilhante para um País onde durante quarenta anos nem se podia sequer falar de votos ou de democracia que exista uma massa amorfa, estúpida e balofamente acomodada que não tenha um pingo de senso e discernimento, para fazer valer os seus direitos.

Nem que fosse voto em branco, rasgado, com uma cruz enorme ou um obsceno desenho, ou um palavrão, mas que fossem votar.
Gente assim, não tem moral nenhuma para contestar seja o que for, nem é digna ou credora do respeito de todos aqueles, novos e velhos que votaram!

Infelizmente tenho que dar razão ao João Jardim da Madeira por uma coisa; este País realmente "endoidou", não pela vitória de Sócrates ou pelas "vitórias" dos outros partidos, mas pela irresponsabilidade de uns quantos girinos que mal ou bem, vão receber as benesses dos que foram votar!
Se tiverem vergonha na cara, depois não se queixem se não gostarem!

Sem comentários: