"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

sábado, abril 18, 2009

Revolta Académica



Coimbra.
Universidade de Coimbra Abril de 1969.
Fez ontem 17 de Abril de 2009, quarenta anos da maior revolta académica em Portugal, quando o então "venerando" presidente da República Américo Tomaz, mais conhecido por Cabeça de Abóbora, foi enxovalhado e proibido de falar durante a inauguração da Nova Faculdade de Ciências Matemáticas naquela Academia.
Sinais de que algo estava a mudar em Portugal (na Europa já essa mudança tinha começado).

Hoje, Abril de 2009, poucos são os alunos daquela Universidade que se lembram desse período histórico do Movimento Estudantil Português.

Através de uma sondagem efectuada por uma emissora de rádio portuguesa, apenas um estudante, entre uma centena, reconheceu essa data.
Apenas um!! E o bizarro de tudo isto é que esse "apenas um" estudante, nem sequer era..........português!! Simplesmente brasileiro!
É triste não é?? Mereceremos nós mais do que demonstra a evidencia??
Claro que não!!

Hoje vive-se para o umbigo e luta-se contra o colectivo.
A elevação do egoísmo, da arrogância e do desprezo!
Nem para aqueles que nos proporcionaram hoje poder escolher o presente e o futuro, é reconhecido o mérito da contestação e do perigo em que incorreram e sofreram naquele tempo!

E o resultado está aí; a falta de honestidade e de vergonha que provocaram a maior crise de valores de princípios, crise económica e social de que há memória.
A ambição extremada, a falta de ética e de honestidade.

A poucos dias de mais um aniversário do 25 de Abril, revejo com angústia e saudade esses tempos de verdadeira luta social e colectiva que mudaram este Mundo.
Pelo caminho, no entanto, não demos conta que fomos criando autênticos monstros!
Andamos distraídos!

Sem comentários: