"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

quinta-feira, outubro 30, 2008

Frio, frio.




Mais do que nunca, este friozinho e esta chuvinha são uma calma desejada e necessária aos nossos egos.
Depois do alvoroço estival de 2008 que nos deixou amargos de boca perante agressões de diversa ordem a que fomos todos sujeitos neste País e não só, é bom refrear os ânimos e acalmar os espíritos para que se comece a pensar com cabeça fria e se enfrente esta mui estranha crise que nem os nossos economistas, com algum sentimento de incompetência, vergonha e culpa, conseguem ou não nos querem explicar.
Até Alan Greenspan, o grande Guru, o Supremo Idealista e Pai de todas as Grande Asneiras Economicistas Liberais já apelou a um perdão Universal reconhecendo a tragédia em que fez mergulhar a Humanidade. Valha-nos ao menos isso, o ter reconhecido a Universal Asneirada.
Pois então que venha a sempre desejada chuva e algum frio para que tudo se acalme.

quarta-feira, outubro 29, 2008

Só se sabem lastimar,.......



Se não se aumentam os ordenados mínimos, desanca-se no Governo.
Se se propõem um aumento de apenas €26 mensais, para atingir os €455 (e aproximar-mo-nos dos mínimos europeus, embora aquém da Grécia e da Espanha), há que continuar a desancar no Governo.
Realmente só em Portugal se poderia inventar a fábula do homem, do rapaz e do burro.

Nada está bem a contento desta gente.
Não existe respeito, apoio, tolerância ou condescendência para quem leva para casa cerca de 90 contos por mês (falando em escudos).
Nem se quer um pouco de compaixão ou desconforto, ao saber-se que existem pessoas que por mês recebem o que equivale ao consumo mensal dos telemóveis de muitos "senhores empresários" que agora berram aos quatro ventos não poderem pagar um salário acordado nas reuniões de concertação social.
Esqueceram-se que eles e só eles são responsáveis pela crise económica que se atravessa neste momento.

Nada se perdoa aos desgraçados que recebem o salário mínimo.
Mas aqueles que pilham mensalmente os seus "escravos", mentem nas declarações às Finanças, boicotam, sabotam a economia do País, "chupam" e "mamam" das ajudas do Estado, para depois dizerem cobras e lagartos, afirmando arrogantemente aquela máxima "inteligente" e de quem mais nada tem para dizer que "é o mercado a funcionar", esses querem ter toda a compreensão deste mundo.
Óh País este que trata tão mal a maioria dos seus filhos!
Será que em Portugal e ao fim de tanto tempo, de tantas crises que se atravessaram, não se merece uma sociedade mais equilibrada?
Será que isto não poderia dar para todos??

sexta-feira, outubro 03, 2008

Gerações atraiçoadas



Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
Governo ordenou encerramento da Universidade Moderna e Internacional


in Público online 03.10.2008


Aos poucos vem ao de cima o que tem sido o Ensino Superior privado em Portugal; um verdadeiro embuste.
Uma autentica vergonha que tem privado o País de qualidade académica e profissional, mais de uma geração de jovens convencidos que pagando chorudas mensalidades (os paizinhos, claro está) e enchendo os bolsos de alguns maganos e indivíduos sem escrúpulos, facilmente se tirariam auspiciosas licenciaturas e elevadíssimos doutoramentos, ao mesmo tempo que se apanhavam valentes bebedeiras de cerveja e se perdiam noitadas em animalescas e troglodita raves.

Havendo dinheiro e pagando-se bem, o grau de Doutoramento estava sempre garantido a qualquer girino, nem que este demonstrasse a olho nu ser um verdadeiro "básico"!

Os resultados estão à vista; centenas de jovens licenciados em cursos estéreis, etéreos, impossíveis e impensáveis a serem explorados nas bancas dos Shoppings ou em Call Centers usufruíndo de baixíssimos vencimentos de €400 ou €500 ao mês!

Outros, mais realistas piram-se de Portugal no intuito de encontrarem fora, trabalho melhor remunerado.
Acima de tudo procuram aquilo que deixou de existir no País; perspectiva e sentido profissional para a vida!
Culpados desta "cena"?
É coisa que nunca existe em Portugal!

quinta-feira, outubro 02, 2008

Grand Hotel

Was the bigest and the best hotel in all Oriental Africa.
I am not wrong if I would say that was the the best in all Africa.
The Portuguese charme of an unforgettable regret!
Colonial Portuguese charme I must say. But,............wonderful, marvelous!



Close to the main entrance



What it was the main entrance in the past


A sad detail of the Hotel front side to the sea (Indic Ocean)


Another sad detail


Next to the place where it was a swimming poll with olympic dimensions



Today is an ugly, terrible and dangerous ruin. A complete disaster, a painful reality!
Grand Hotel in Beira, the sweet, sweet land of Mozambique!