"SE NÃO MORRERMOS BOMBARDEADOS PELAS CONSTANTES MENTIRAS DOS MEDIA, VAMOS MORRER NA IGNORÂNCIA DOS QUE OS ALIMENTAM".

sábado, março 29, 2008

Luanda, minha doce Luanda

Lamento e entristece-me o desastre que aconteceu em Luanda; as mortes e os feridos resultantes da queda de um edifício onde funcionava a Direcção Nacional de Investigação Criminal.
Lamento profundamente.
Conheço bem Luanda. Ali trabalhei e sinto um enorme carinho por aquela cidade, pela sua beleza natural e pelas suas gentes.
De toda a África Lusófona por onde passei (Angola, Guiné Bissau, Cabo Verde e Moçambique), é Angola e particularmente Luanda que tem um lugar de excepção no meu coração.
São muito poucos os que têm esse direito.
Sei que a queda de um edifício acontece em qualquer cidade do mundo, Europa, América ou Ásia.
Os factores são diversos mas quase todos ligados a negligências e corrupções de ordem diversa.
Luanda cresce desmesuradamente, com pouco controlo, planeamento, falta de alguma orientação.
Isso tem o seu preço; o aumento da corrupção.

Só desejo que este desastre leve as autoridades de Angola a reverem bastantes situações menos transparentes.
Angola, em minha opinião merece o melhor por tudo o que já sofreu ao longo de quarenta anos (guerra colonial e guerra civil).
Não deseja por certo chorar mais desgraças.
Chega de sofrimentos.

terça-feira, março 25, 2008

As Casas Altas do Lordelo



Era o ano de 1974 quando as visitei pela primeira vez onde conheci aquela que hoje é a minha mulher.
Ali tenho vivido as alegrias e tristezas naturais de uma família que, a partir da altura em que me casei, a tomei como minha para o que desse e viesse.



Casas dos "Brasileiros", assim se chamava, pelo facto dos bisavós e avós da minha mulher terem vindo do Brasil nas décadas de 10/20 e construirem duas casas iguais, uma ao lado da outra.
Hoje são o ex-libris da vila do Lordelo situada entre Paços de Ferreira e Paredes.



Encanta-me o isolamento dos seus muros que me separa do meio de uma terra feia, desorganizada, cinzenta e triste, onde a degradação provocada por uma construção civil de pavoroso e criminoso mau gosto a tem destruido ano após ano.



Quando posso e tenho tempo, saio de Lisboa e delicio-me num dos quartos de uma das duas casas, no alto de uma das torres, a observar aquele pequeno universo, a arquitectura dos anos 10/20, os seus azulejos, o jardim que as mãos das tias octogenárias tão carinhosamente ainda cuidam, a sua longa escadaria de pedra, as colunas e capiteis, o tanque onde ainda corre, proveniente de uma velha mina, a água que alimenta toda a pequena quinta, as flores, as vinhas, toda aquela atmosfera queirosiana que me encanta.



Tento alhear-me do crime cometido (sempre perdoado) por poderes autárquicos corruptos e duvidosos que ao longo das ultimas décadas, mesmo nas margens do rio Ferreira, impuseram e edificaram autênticos pardeeiros habitacionais dignos de uma verdadeira condição terceiro mundista que este País abraçou que tanto gosta e preza.



Quedo-me pelos doces lugares que um dia vão desaparecer, para daqui a muitos anos alguem (tal como hoje com fins unicamente mercantilistas, claro está) faça un livro intitulado "Nas margens do Rio Ferreira - Início do século XXI".
Mas nessa altura quem cá estiver que se............... contente com o que resta!!!

quarta-feira, março 19, 2008


Hubble finds first organic molecule on extrasolar planet

19 March 2008

"The NASA/ESA Hubble Space Telescope has made the first detection ever of an organic molecule in the atmosphere of a planet orbiting another star. This breakthrough is an important step in eventually identifying signs of life on a planet outside our Solar System".

Informação retirado, com o devido respeito dos highlights da ESA

Após tomar conhecimento da morte de Arthur Charles Clarck, escritor do livro 2001 Odisseia no Espaço, imortalizado no filme genial de Stanley Kubrick e com base nesta novidade agora avançada pela ESA e NASA, parece que tudo o que se relaciona com a conquista do espaço, segue uma previsão com base científica quase perfeita demonstrada e apresentada por aquele escritor, acérrimo defensor da investigação científica e das ciências matemáticas.
Não faltará muito para se provar que a inteligência do homem tudo descobre, tudo inventa; até a ideia de Deus!
O problema é que muitas vezes não os deixam pensar, querem-nos distraídos!

"Anjos" e "Demónios"

Realmente há que concluir que o trabalho previamente planeado está a ser muito bem feito.
Corre tudo sobre rodas!

Sub-repticiamente e a exemplo de anteriores acções, a denominada Civilização Ocidental e as suas democracias parlamentares prepararam, desde a escolha de Beijing para os Jogos Olímpicos até hoje, todo um cenário de chantagem no Tibete tendo em vista o boicote aos Jogos Olímpicos na China.

A China como futuro entrave à "dolce vita" ocidental!

No Kosovo, na Venezuela, na Rússia, no Irak, no Afganistão, no Irão, em Cuba, na Sérvia, na Palestina ou agora na China, só quem não conhece por dentro e não tem acompanhado os meandros da pulhice e traição ocidental, envolvida em enganadora massa folhada doce, é que continua convencido que uns são "Anjos" e os outros são todos "Demónios".

"Quem não está connosco é contra nós, portanto sofrerá as consequências". Frase lapidar dos "Anjos".

Tem sido por causa destas traições que sempre adorei ver os "Anjos" cair no inferno. Têm sempre a "sua" verdade escondida e agem pelas costas.
Não há defesa possível!
Quanto aos "demónios" já os conheço; nunca me enganaram pois vejo-os sempre de frente!

quarta-feira, março 12, 2008

سال نو مبارک



سلام زیبا خورشید
می خواهم با تو حرف بزنم
می خواهم با تو سال جدید را جشن بگیرم
می خواهم با تو در شر تهران قدم زدم
به امید دیدار


A paz seja contigo, Lindo Sol.
Quero contigo falar
Quero contigo o Novo Ano (Persa) festejar *.
Quero contigo passear na cidade de Tehran.
Até breve!

(tradução do Farsi)

*Para quem não sabe o Ano Persa (Norouz) tem início no 1º dia de Primavera

terça-feira, março 11, 2008

Caramel - کرامل



Do País do cedro, do Líbano, vem-nos este filme de uma doçura e de um sensualismo sublime que só as mulheres do Médio Oriente possuem.
Nadine Labaki a realizadora e atriz de Caramel demonstra com os poucos recursos seguramente obtidos que se pode fazer um trabalho com uma qualidade invulgar e muito superior às injectáveis drogas cinematográficas que nos impingem nas muitas salas das cidades deste Portugal onde o colonialismo à cinematografia anglo saxónica é lei para consumo selvagem!
Não fala da guerra, o que num País como o Líbano é quase um contrasenso.
Fala da vida, da vida de cinco mulheres cumplices nos seus actos de luta e sobrevivencia numa sociedade tão difícil para o sexo feminino como é a sociedade árabe em geral e islâmica em particular.
A não perder. Só se pode gostar! E porque estas mulheres são mesmo bonitas! Sem artifício podem crer!

domingo, março 09, 2008

Persépolis



Persépolis.
Bonito. Muito bonito. Lindo de ver!!!
Aconselho todos aqueles que querem ter uma minuscula mas clara ideia do que foi o percurso histórico do Irão desde a queda do Xá, ao advento da Revolução Islâmica, à guerra com o Irak, até ao fim da década de 90 e início do século XXI, a verem este filme (banda desenhada) da Iraniana radicada em França Marjane Satrapi.
Não terá a qualidade técnica de uma estúpida película como Bee Movie (A história de uma abelha) ou a atávica anormalidade das pavorosas películas Shrek, mas dá para pensar e acima de tudo, numa época em que se pensa pouco, .........aprender qualquer coisa!!
Onde é que podem ver???
Alvaláxia, claro está!!

sábado, março 08, 2008

Maria de Lourdes Rodrigues

Que não te falte a força para que a diferença se imponha, para que se acabe o ministério dos professores e se crie o verdadeiro Ministério da Educação.
A rua é solução para muitas coisas até para que se pretenda manter um estado de previlégio de uma classe que em grande parte foi e ainda é a maior culpada da anarquia no ensino a que este País chegou.
É a hora dos "maganos", da cowboiada, das ofensas baratas e dos copos com sandes de coiratos.
Não te deixes abater Maria do Lourdes!
Livra-te de mudares uma vírgula que seja ao projecto definido à partida.
"Eles" nunca te apresentaram uma solução porque simplesmente não a têm!!

Olha que eu não quero "gente" desta a ensinar os meus netos!

sexta-feira, março 07, 2008

O silêncio dos Inocentes

Hoje é Mari Luz, ontem foi Madie!
Quem será amanhã??
Quantas e quantos não caíram?
Quantos não vão cair até ao fim dos tempos??
Perante uma humanidade destas realmente deus nunca pode ter existido, jamais poderá existir!
Seguramente que foi uma pura invenção nossa para nos distrairmos e nos desculparmos do mal que somos, temos feito e continuaremos a fazer

Ou se alguma vez existiu, o que eu nunca acreditei, já nos terá abandonado há muito, mesmo muito tempo.

O silêncio dos inocentes fala por si!

terça-feira, março 04, 2008

From Mozambique a letter to a good old Friend



Hi Friend, good to see you are in a very good shape!
Fantastic! Very nice your pictures!
As you know I am retired of the Enterprise, or pre-retired as they say because I did not reach the official age of retirement.
Anyway, soon as I left the Company I was invited, among others, to make part of consultant team for general training in Mozambique.
So I accepted. I returned to Africa, the African charm always present in my life!
I was in Mozambique during half January and all February. I was back to Portugal last Sunday 2 of March.
Let me tell you that I enjoy very much the country and my work. I felt that my work was usefull to me and to Mozambique.
I found there beautifull and amazing things.
Is a new country much more "light" than Angola or Guine-Bissau that I know very well.
Is like a baby that needs support and care. There´s a lot of things to invest and to do.
Of course I saw also an amount of incredible, very bad and sad things.
Development pains!
But in general the staying was grateful for me.

Mozambique is not a poor country but the differences between life levels are enormous. Some people, a few of course, gets huge salaries per month and the majority has no more than €48 per month, even less.
I will return in next April depending of the acceptance of the Mozambican contacts.
At least I am filling there much more useful than I was in the Enterprise on the last days.

So you found my blog!
You know why is Aryan the name?
For many, many reasons, but let me tell you just one: I was in Iran, Tehran University (during Enterprise summer holidays of course), in 2005 and 2006 to learn Farsi and let me tell you that I really enjoy.
For me the country was a completely surprise. A very, very good surprise. Nothing according to what we hear through media, news, tv´s or whatelse.
Iranian Ladies are HUUUUUUMMMMMMM!!!! Even dressing the chador. I am planing to travel to Tehran again as soon as I have enough time!

Speaking about Portugal?
Why??
What´s new have I to tell you about Portugal??
Well;
You know very well that I’m not a patriot, I never was and I will never be.
This country runs on a faulty path and usualy follows the some errors many times, day after day, year after year, generation after generation.
We do not learn with the real life! We do not fight against the constrains. We spend our life in the middle of the fog awaiting for someone who never apears. Never!
And let me tell you that it is not only Government fault. For sure!
It is also people´s faulty wich, in my opinion, is worst: the damned Fado as you say.

So I try to "exist" in Portugal as good as I can (Quinta da Beloura of course, work outside, traveling around, etc), watching my country passing by on the side of my life as a gray shadow.

That’s all, my friend!
I am happy to know you are in a good shape.
Take care.
We will be in contact.
Um abraço
Guy

sábado, março 01, 2008

Triste ensino



Aqui em terras Moçambicanas tenho acompanhado a polémica dos professores em Portugal.
Tenho uma enorme admiração pela classe, não por ela própria mas acima de tudo pelo conteúdo programático das suas funções, pelo ensino, formação, valorização das camadas jovens, futuros dirigentes e base de desenvolvimento de qualquer País que se preze.
Aqui em Moçambique tenho-me apercebido mais do que propriamente em Portugal da grande responsabilidade que acarreta ser-se professor ou formador.

Mas existe em Portugal uma grande diferença entre aquilo que se contesta e as realidades resultantes da prática do ensino desenvolvido no nosso País até hoje.
Neste momento os professores pagam exclusivamente pelos seus erros, pelos seus abusos, pela sua ignorancia e pela sua negligência em tempos idos mas não tão longínquos.
Pagam igualmente pela maldosa e manhosa ignorância de uma associação sindical composta por verdadeiros mentecaptos.
Bastou ver a tristeza que foram os comentários e as intervenções dos professores e sindicalistas no programa Frente a Frente para se ter uma ideia de como tão baixa está a qualidade docente.
Simplesmente degradante.
E quem paga? Todos nós!
Pode-se acusar a Ministra de arrogância, autismo, mas não se pode acusá-la de nada fazer, pois o pior que a Ministra tem feito é sempre melhor do que aquilo que os professores pretendem ou dizem pretender; a manutenção de uma situação de previlégio inadmissível a qualquer classe profissional; o não serem avaliados!
Claro que o medo das surpresas é evidente!!!